quarta-feira, 7 de outubro de 2015

A culpa é sua!

Muitos têm o dom de justificar seus erros pelas atitudes dos outros. Muitas das vezes, elas já querem cometer o erro e procuram apenas um motivo para tal ou até mesmo criam a situação para que elas se justifiquem.

O pior de tudo é que geralmente a gente cai. Quando a pessoa é bem esperta, ela te faz errar com ela também. Mas para ela, o que você fez não teve efeito ruim, muito pelo contrário, ela ficou contente por ter conseguido um álibi para externar o que de muito ela já queria.

O mais triste é que geralmente quem faz isso, está em seu convívio, são pessoas que você gosta, não um desconhecido.

Os motivos são dos mais variados: Acordou de mal humor e quer apenas gritar com alguém, quer uma desculpa para sair sozinho da esposa/marido, um motivo para traição, não pagar uma dívida ao amigo, etc.

Tem pessoas que não aceitam que podem errar. É como se não quisessem perder uma certa perfeição que subconscientemente acham que possuem. E isso somado ao excesso de orgulho, fazem com que elas se tornem pessoas covardes. Elas perdem mais não ferindo seu ego do que quando admitem um erro ou pedem desculpas.

E desse jeito, amizades são desfeitas, relacionamentos familiares distanciados, casamentos destruídos, até oportunidades profissionais são perdidas.

Se todo mundo soubesse o quanto é bom evoluir por observar os próprios erros, quanta paz que a reconciliação justa tem e quão valioso é aceitar sua imperfeição, mas não pelo direito de errar, mas pela capacidade de se redimir, menos tempo se perderia, menos lágrimas cairiam e mais paz existiria.

A culpa é sua, basta escolher pelo quê.

Um comentário:

Elaine disse...

Essencial assumir a "mea culpa", mas é primordial mudar e agir diferente. Pronunciar a palavra desculpa de nada adianta se não tiver atitude de mudança. Erro faz parte de nossa evolução, por isso não temos que nos envergonhar deles, mas devemos utilizá-los para nosso crescimento.