segunda-feira, 27 de abril de 2015

Farta paz

Não queira o maior dos amores
Nem suplicas por atenção
Tampouco lágrimas de desentendimento
E viver em dupla solidão

Queira a paz de um amor maduro
Com riqueza de mútuas entregas
Para poder abrir mão por vontade
E não se submeter por medo de perder.

Não espere o príncipe subordinado que quase precisa morrer pra te conquistar
Nem a princesa da sacada que se acha o centro do universo.

Não seja responsável por tudo acontecer,
Descubra junto da pessoa que é você pra ela, que é ela pra você.

Some suas ideias e loucuras, evolua, mas sempre com uma dose farta de idiotice
Queira poder dizer que agora dois são um e que não vive mais só por ti.

terça-feira, 21 de abril de 2015

Foi só te ver

Foi só te ver para entender o que de cara ainda confirmo hoje
E na simplicidade dos seus dons
E pela urgência dos meus desejos, me envolvi
Sem antes mesmo reconhecer meus medos,
Quis ser também, como tatuagem em sua pele.
E decifrar os desenhos coloridos de sua alma.

Desprotegido e curioso, invadi seus olhos
Pra enxergar o que não deveria ver.
E me perdi, por gostar e não gostar, por querer e não querer.
Minha teoria é forte, minha razão é falha
Meu coração é burro e minha teimosia, resiliente.

A cada sorriso que recebi, mais vazio eu fiquei
Pelo espaço que você ocupou, pela paz que me retirou.

E a cada suspiro do mesmo ar que o seu, dois extremos se estendiam.
Quanto mais eu te conhecia, mais eu temia,
Menos me reconhecia e cada vez mais eu queria você.

terça-feira, 7 de abril de 2015

Conto de falsas

Meninas lindas e inteligentes se sujeitando a relacionamentos tortuosos.

Acho que virou epidemia.

Elas, na esperança de que o relacionamento mal resolvido se acabe e vire um conto de fadas. Afinal, elas sabem que são bonitas, sabem que são boas moças, que mal poderiam lhes fazer?

Eles, no intuito de fazê-las acreditar que é um relacionamento mal resolvido, só para mantê-las sempre disponíveis. Afinal, eles sabem que são bonitos (ás vezes nem são grandes coisa), mas tá faltando homem no mercado mesmo, a procura é grande.

Esses relacionamentos começam na necessidade masculina de saciar sua vontade sexual, eles aparecem feito anjos, dizem eu te amo, acho que às vezes até com uma certa sinceridade, afinal, imagine o que não diz uma pessoa que está cheia de fome por um prato de comida?

O engraçado é que esses pseudo relacionamentos, sempre dão um "tempo" próximo aos feriados. A estratégia está tão bem feita, que agora eles terminam uma semana antes para não parecer tão na cara. Mas ELAS, acham que foi só uma briguinha, que foi uma coincidência.

Depois, eles trocam fotos sigilosas com os amigos pelo whatsapp das viagens e saídas do feriadão, e elas, postam fotos públicas sorridentes na balada com as amigas no facebook para eles verem, mas na verdade estão tristes e não pegaram ninguém.

Acredito que se as mulheres trocassem mais informações, perceberiam que a mesma "coincidência" está acontecendo com MUITAS outras mulheres do mesmo perfil.

Quem quiser, veja se vale a pena avaliar se essa troca é justa, pois quem está fora, não consegue enxergar realmente o quanto podem estar felizes ou enganadas.

Mas quem se importa? Cada um vive a verdade que acredita.