quinta-feira, 26 de março de 2015

Cheio e só

Não estou vazio por estar só
Tem gente junta que está bem pior

Não tenho paciência para jogos de sedução
Nem estômago para supervalorização

Não me apego às oportunidades
Quando elas me pegam que eu fico mais à vontade

Prefiro perder pelas minhas escolhas racionais
Do que pelas consequências de atos passionais

Não disputo atenção, que dirá um coração
Não tolero orgulho, acho perda de tempo
Vivo o que tenho agora, o amanhã, eu invento.

Um comentário:

Silmara Alves disse...

Amei esse primo. Vc postou no dia do meu aniversário... rs