quinta-feira, 19 de março de 2015

D-existir

Desisti de te elogiar todos os dias, mas não deixarei de valorizar seus predicados.

Desisti de dividir minha vida inteira com você, mas te impedi de sofrer com minhas imperfeições.

Desisti de te abraçar quando não se tem o que dizer, mas não vou deixar de te proteger em minhas orações.

Desisti de te proporcionar alegrias, mas nunca de te desejar o bem.

Não quero mais te beijar nem caminhar segurando sua mão, nem quero mais pensar no quanto isso seria bom.

Não vou mais precisar chorar de saudades quando se ausentar, vou apenas chorar.

Desisti de cuidar de você, de fazer você se sentir importante e desejada, para que seu coração não se engane e me retribua com o amor que não mereço.

Desisti de ter você pela possibilidade de morrer antes de ti e lhe ofertar uma dor não merecida.

Tão pouco de ir antes de mim e eu sentir de novo a mesma dor que estou sentindo agora.

Desisti de ter você, mas não desisti de te amar.

Nenhum comentário: