sexta-feira, 8 de maio de 2015

Quais os limites da tolerância?

Até onde suportar os erros, as manias e até a falta de respeito?
Será que existe um equilíbrio do tamanho da felicidade que alguém te proporciona com o tamanho do mal que ela pode te fazer? Afinal, 10 kg de cada lado da balança equilibram da mesma forma que 100 kg de cada lado.

Como se mede o "valer a pena”?
Será que o limite entre a fadiga emocional e o cessar de suas lágrimas são o ponto final para a tolerância? Ou existe uma margem inferior que limita até onde você pode permitir alguém chegar?

Eu realmente não sei. Só sei fazer perguntas.
Eu acho que não é pelo fato da gente suportar, que merecemos ou sejamos obrigados a sentir tudo até nossos limites sempre.

Até onde suportar o que as pessoas próximas falam sobre suas decisões e até onde as ignorar?

E até onde passar por cima de seus próprios conceitos para viver algo que trás medo e ao mesmo tempo ser tão bom?

Até onde se entregar? O que é se entregar, afinal?
Será que é como se jogar de um avião, aproveitando o vento na cara e a sensação de estar voando e ao mesmo tempo esperar que alguém apareça no meio do caminho e te entregue um paraquedas para te salvar?

Há quem diga que o amor resolve todas essas dúvidas
E há quem diga que ainda existe alguém disposto a amar.

Nenhum comentário: