quinta-feira, 23 de julho de 2015

A graça da vida

A graça da vida não está na perfeição dos dias nem na certeza do amanhã
Ela está em poder ter alguém com quem você possa contar e saber que se nem tudo der certo, terá alguém para amenizar a sua aflição e dividir consigo sua dor.

A graça da vida está em ter paz pelo fim de cada luta diária e não por conseguir se esconder de todo mal.
É olhar em torno de si e perceber que outras vidas completam a sua e fazem ela ter mais sentido.

É quando você entende a vida como um ciclo. Pensar estar ouvindo o mesmo de alguém no instante em que está falando, é sentir o que o outro vai sentir no mesmo momento de uma atitude. E é também quebrar o ciclo, transformando o mal em bem.

Abrir mão por amor e não por obrigação, ficar bem por querer ficar, por objetivo, por perceber que a vida é muito curta, e que pode acabar muito antes do que a gente prevê.

É fazer sorrir e ter o direito de chorar
É ouvir um pedido de desculpas e também se redimir.
É saber exigir e também dar o braço a torcer
É poder falar e querer ouvir
É nunca SER, mas sempre ESTAR

Nenhum comentário: